http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Eu cantarolarei...

Eu cantarolarei,
Tu cantarolarás,
Ele cantarolará,
Nós cantarolaremos
Vós cantarolareis
Eles cantarolarão.


http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Feijão, melão, pinhão, mamão...

Feijão, melão, pinhão, mamão.
Meijão, malão, feinhão, pimão.
Pijão, feilão, manhão, memão.
Majão, pilão, menhão, feimão.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Fui a Belas para ver as velas...

Fui a Belas para ver as velas,
Mas em Belas velas não vi;
Porque as velas que para Belas
Eram as velas que iam daqui.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Fui a Chaves...

Fui a Chaves, encontrei uma chapa de chumbo chapada no chão.
http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Fui à escola politécnica...

Fui à escola politécnica
aprender a politecnicar;
Estava lá o politécnico,
não aprendi a politecnicar.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Iara amarra a arara rara...

Iara amarra a arara rara
a rara arara de Araraquara.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Josefa vem...

Josefa vem,
Josefa vai
Vem cá, vem ver
O meu balão no ar.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Lá atrás daquela jarra tem uma aranha rara...

Lá atrás daquela jarra tem uma aranha rara.
Tanto a aranha arranha a jarra quanto a jarra arranha a aranha.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Lá de trás de minha casa...

Lá de trás de minha casa,
Tem um pé de umbu botando.
Umbu verde, umbu maduro,
Umbu seco, umbu secando.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Lalá, Lelé e Lili...

Lalá, Lelé e Lili
E suas filhas,
Lalalá, Lelelé e Lilili
E suas netas
Lalelá, Lelalé e Lelali
E suas bisnetas
Lilelá, Lalilé e Lelali
E suas tataranetas
Laleli, Lilalé e Lelilá
cantavam em coro
LALALALALALALALÁ.






Fonte: Cercifaf


Dica de site - Biblioteca Digital Infantil




Síntese Histórica do Surgimento e Evolução da Escrita




 Dr.MÁRIO CARABAJAL - Ph.I./Ph.D.
PRESIDENTE  DA  ACADEMIA  DE  LETRAS  DO  BRASIL
Especialista em Metodologia da Pesquisa Científica/UFRR


Alfabeto Pictográfico
Aproximadamente ao ano 4.000 a.C. na Mesopotâmia, surge o primeiro alfabeto a que temos conhecimento; através de desenhos simplificados “pictogramas” expressavam suas  realidades.
Escrita Cuneiforme
Entre 3250 e 1950 a.C. através dos sumérios surge a escrita cuneiforme; gravavam figuras sobre tábuas de argila utilizando-se de estilete. Grandes movimentos políticos e religiosos. Templos Politeístas. Os sumérios foram dominados pelos acadianos por volta de 2300 a.C. Em 2050 recuperam sua autonomia. Contudo, novamente perdem a soberania para o povo semita do norte “amoritas”. Parte é conquistada por povos originários da Pérsia “elamitas”.
Escrita Hieroglífica
Com as cidades-estados, ao longo do rio Nilo, habitadas por tribos nômades, têm início a civilização egípcia. Isto, próximo aos anos 3.200 a.C.  – Povo politeísta. Acreditam no retorno da energia vital após a morte. Dessa forma, desenvolvem o processo de mumificação de corpos. Contudo, privilegiam os faraós  “líderes vitalícios” e seus familiares. Gozavam do direito á mumificação também, alguns líderes prestigiados pelo faraó. Com ideogramas figurativos dão início a escrita hieroglífica. Os persas os dominam em 525 a.C, pondo fim a independência egípicia. Em 30 a.C. passa a integrar o Império Romano, antes porém, por volta de 322 a.C. integrara o império Macedônio.
Origem do Alfabeto Latino
O alfabeto latino se origina de uma versão de um sistema de escrita modificado pelos gregos, anteriormente criado pelos fenícios; - povo semita de origem da costa norte do mar Vermelho –atual Líbano. Utilizam a mesma forma egípicia de organização em cidades-estados, porém, com a evolução de “independentes” entre si, sob administração geral de um único Rei. Este, indicado pelas famílias poderosas. Algumas destas cidades-estados foram: Ugarit, Biblos, Sídon e Tiro. Os fenícios adotavam vários Deuses, politeístas; utilizavam-se de cultos com sacrifícios humanos. Dão início às primeiras navegações, colonizando a costa mediterrânea. A hegemonia fenícia é detida quando de sua conquista pelos romanos. Tudo isto, entre 3000 e 146 a.C.
Escrita Pictográfica em Placas de Argila
Entre 2600 e 1450 os cretenses, descendentes de povos arianos, utilizam-se  de dois tipos de escrita pictográfica em placas de argila. Dedicam-se ainda à cerâmica, esportes e à dança. Vários são os seus deuses, inclusive humanos.
Literatura, Filosofia, Dramaturgia e Poesia
Foram desenvolvidos pólos gregos em filosofia, dramaturgia e poesia, ao lado da sistematização da história, artes plásticas, arquitetura e narrativas mitológicas como a Teogonia, principal fonte de origem sobre deuses. Ainda, com o surgimento das cidades-estados (polis) – cidades politicamente ativas no século VIII a.C. é organizada a primeira Olimpíada na cidade de Olímpia. Das cidades políticas gregas, destacaram-se: Atenas “democrática e comercial” e Esparta “oligárquica e agrícola”. Utilizavam-se de mão de obra escrava em todos os setores da economia, sustentada sobretudo pelo comércio marítimo. Os principais cultivos eram: oliveiras, videiras e trigo. Nessa mesma época, 2000 a.C. - chegam a Canaã “Palestina” – Terra Prometida por Deus, os judeus, liderados por Abraão, dando-se início a civilização hebraica, criando a primeira religião monoteísta “judaísmo”. São os precursores da Literatura, através da Bíblia e do Talmude.
Geometria, Gravuras e Edificações
Arianos em 1750 a.C. invadem o norte da Índia e dominam os dravidianos, originando a civilização hindu. Usam formas geométricas em gravuras, cerâmica e edificações. Reproduzem animais e motivos religiosos nas cerâmicas. Politeístas. Os sacerdotes ditam a ordem e pregam a castidade como forma de pureza. O Hinduísmo, fundamentado nos Vedas “textos sagrados”, ao lado do Budismo, que passou a influenciar na religião a partir do século VI a.C. dividem as buscas religiosas. Utilizam-se do comércio fluvial, metalurgia e têm agricultura avançada.
Transcrição de Obras Literárias e o Mais Antigo Conjunto de Leis Penais
O Rei amorita Hamurabi da Macedônia, adota a restauração de templos e transcrição de obras históricas literárias mesopotâmicas para o acadiano.O reino mesopotâmico se estende da Suméria até o golfo Pérsico. Babel é instituída capital do estado centralizado despótico e hereditário. Babel se transforma no maior centro comercial e econômico da Mesopotâmia. Surge o Código de Hamurabi, mais antigo conjunto de leis penais da história. O fim do império chega com a destruição de Babel pelos hititas. Isto, entre 1728 e 1513 a.C.
Escrita Hieroglífica e Cuneiforme
Hititas, originários do Cáucaso, criam o reino de  “Capadócia” – atual Turquia. Diversos são os seus deuses; - politeístas, cultuam divindades da natureza. Os hititas criam e estabelecem uma escrita hieroglífica e outra cuneiforme. São dominados pelos gregos “equeus” - após expandirem pela Síria, Babilônia e Egito.
Escrita com Ideogramas e Invenção do Papel
É conhecido o primeiro Reino Dinástico Chinês. O Rei é tido como pai de todos os súditos. Isto, por volta de 1600 a.C. Os súditos, buscando maior autonomia administrativa e sobrevivência, através de guerras civis, dividem o reino em mil e quinhentos principados. Aos chineses devemos os avanços em agricultura, metalurgia de cobre e bronze, o comércio e a fabricação de seda, tecidos e cerâmica. Também, são os inventores da pólvora, papel e bússola. Desenvolvem ainda, os sistemas monetários e de pesos e medidas. Sua literatura é rica e utilizam-se de uma escrita com ideogramas. Cafúcio “Kung Fu-tseo” e Lao-tsé têm suas filosofias transformadas em religiões no século VI a.C. O budismo foi difundido no século I a.C.
Escrita Pictográfica
A civilização olmeca “1300 a.C.” tem ascensão no golfo do México. Seu domínio alcança o litoral do Pacífico, El Salvador e Costa Rica. Centros cerimoniais como o de San Lorenzo e o de La Venta, marcam sua arquitetura. Esculpem em pedra a imagem de seus líderes. Adotam a escrita Pictográfica. Os maias e os astecas, civilizações dos séculos seguintes, herdam as bases culturais dos olmecas.
Origem do Caráter  Metafísico da Escrita
Os hebreus ao deixarem o Egito, guiados por Moisés “Êxodo” – alcançam o Monte Sinai onde Moisés recebe metafisicamente, os Dez Mandamentos. Encontramos na crença judaidca, a citação que Deus gravara com fogo sua Leis em pedras, entregando à Moisés a missão de difusão e acatamento entre a humanidade. Aproximadamente em 1250 a.C.
Narração Poética
Encontramos no poeta grego Homero, a narração da guerra travada entre gregos e troianos, no episódio conhecido como “Guerra de Tróia”.  Esta guerra teve origem  nos altos impostos cobrados pelos troianos para a passagem de especiarias no porto de Tróia, estrategicamente localizado no estreito de Dardanelos, entre os mares Egeu e de Mármara. Os gregos, insatisfeitos, em ação pelo exército, destrói Tróia, tomando o controle sobre o comércio marítimo na região.  1250-1240 a.C.
Contrato de Unificação
Devido as guerras com outros povos da região, as doze tribos hebraicas assinam o contrato de unificação e elegem um único rei “Saul”. Isto, entre 1010-926 a.C. – Já entre 1006 e 966 a.C. observamos a consolidação da monarquia através do rei  Davi, momento em que o reino se expande por toda a Palestina e Jerusalém é elevada à capital. Após o apogeu alcançado no reino de Salomão, entre 966 e 926 a.C.  quando de sua morte, as tribos novamente se dividem, desta vês, nos reinos de  Israel e de Judá – Evento conhecido como Cisma Hebreu. Enfraquecidos, em 586 a.C. os hebreus são dominados pelo exército do Império Babilônio.

CONVITE AOS PESQUISADORES DA HISTÓRIA DA ESCRITA
Solicitamos aos nobres pesquisadores, a oferta de extratos, obedecendo o modelo síntese supra,  de continuidade aos marcos que podem ser considerados como parâmetros delimitatórios na história e evolução da escrita. Desde já, a Academia de Letras do Brasil agradece.  Ainda, solicitamos vossas gentis contribuições, no tocante a possíveis e imperiosas modificações, nos parâmetros até aqui apresentados. Embasamentos, pressupostos teóricos paradigmaximizativos e fontes, devem se fazer acompanhar, juntamente com o nome, nível de cientificidade, instituição de origem e atual de  formação do pesquisador.
Os trabalhos sínteses selecionados, ganharão espaço neste Site. Bem como, os nomes de seus autores receberão os devidos créditos citativos, além de, a ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, oferecer-lhes o competente certificado como co-autores do LIVRO SÍNTESE DA HISTÓRIA E EVOLUÇÃO DA ESCRITA, garantindo-se sua participação neste livro a ser publicado. Aos pesquisadores selecionados,  com doutorado ou superior, a ALB oferece, tanto a participação no  livro supra, em regime de co-autoria, como menção de pesquisadores em certificado ofertado pela ALB e Diploma de Pesquisador Membro da ESCOLA NACIONAL SUPERIOR DE PESQUISAS da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL.
Aos pesquisadores com pós doutorado e Livre Docentes, que apresentem extrato de propostas de Teses com parâmetros clínico literários, em uma abordagem médica com enfoque à utilização da literatura como elemento de tratamento e cura, em quaisquer patologias de suas observações científicas,  terão suas vagas garantidas ao curso de Philosofia Imortal, com início em janeiro de 2002, com término em julho de 2003, com aproveitamento pedagógico da multimídia, web can e internet, com defesa de tese em janeiro de 2004, de onde, em agosto de 2004, em solenidade oficial nacional,  se formará a primeira turma de Philósofos Imortais – Ph.I / do  Brasil, passando, os mesmos, a contarem com as prerrogativas da precursoriedariedade na utilização do título intrínseco de Literoterapeutas Clínicos, podendo exercerem a literatura, nos modelos clínicos de anamnese diagnóstica como tratamento e cura de enfermidades e distúrbios psicocíclicos cerebrais e disfunções de origem neurotensionais de adaptação e paradigmaximização de desenvolvimento de potenciais existenciais contemporâneos à evolução individual e coletiva humana.  Os Mesmos, constarão, imediatamente, do corpo docente da Escola Nacional Superior de Pesquisas da ALB, para a formação das sucessivas turmas de clínicos literários no Brasil, sob condições especiais de retorno de precipitação física de resultados gerais, assumindo em seus estados e localidades, a frente Nacional de formação, a partir da ALB.
Aguardo os vossos retornos.
 Dr. Mário Carabajal - Ph.I. 
Presidente da Academia de Letras do Brasil

http://whos.amung.us/swidget/xtremefbx.gifhttp://whos.amung.us/swidget/xtremem3d.gif














Currículo Proposto

             
                Vendo a importância do aluno conhecer e aprofundar sobre a história e a importância dela em sua vida, decidir organizar um calendário  anual aonde podemos agregar nas atividades escolares nos dias determinados, proporcionando aprendizado em todas as áreas da educação como por exemplo  na área de história, aonde vão conhecer o porque a data se comemora, na arte aonde podemos propor atividades de dança, artesanato e colagens; entre tantas matérias que trabalhamos . Gostaria de todos pudesse usar essa ideia como base para a melhoria de nosso ambiente escolar, como também sugestão de trabalhos e comentário para a melhoria desse novo projeto curricular.
               Com esse projeto para ser implantado em nossa escola este ano,com o objetivo de  influenciar e  afetam a aprendizagem dos alunos e o trabalho dos professores.
               Os alunos aprendem diariamente em meio às várias práticas, atitudes,comportamentos, gestos, percepções, que vigoram no meio social e escolar.
               Esse calendário será uma meta a ser atingida e com ideia para data especial. assim trabalharemos em paralelo com o currículo passado para o ano de cada sala, esse projeto será passado para os professores de arte aonde eles poderão trabalhar e com a ajuda dos docentes da sala de aula, assim desenvolvimento a socialização, o companheirismo   de todos nós alem dos alunos.
               Espero que todos analise a proposta posto aqui e com alguma sugestão para a melhoria do mesmo.

Calendário Anual
Comemoração
Atividades sugestivas
Volta às aulas
Decorar a escola para receber os alunos
• Mostrar as dependências aos alunos
• Promover atividades cívicas e de integração dos grupos 
blog com sugestão:Cantinho Alternativo
Fevereiro
Carnaval
22/02
Baile de Carnaval
Trabalhos de arte popular: música, dança, cartazes, máscaras, fantasias
 Aspectos da cultura carnavalesca 
Site com sugestão: Brasil EscolaEPMR Osvaldo Almeida Matos
Março
Dia internacional da Mulher
08/03

Texto reflexivo/Mural
• Reflexão sobre o papel da mulher
Site com sugestão: Sua Pesquisa
Dia do circo
15/03
• Confecção de
máscaras/Estudo de textos
• Construção de palhaços e objetos circense com material reciclado
• Dramatização – espetáculo - brincadeiras
Documento para baixar: Circo na escola 
Outono 
Dia Nacional da Terra
• Cartazes sugestivos
• Mudança climática
Valorização da Terra 
Site com sugestão: Brasil Escola
Dia da saúde e nutrição
• Dramatizar hábitos de higiene e da boa alimentação
• Montar mural sobre alimentos regional 
Site com sugestão:Nutricão em Foco
Abril
Pascoa
• Confecção de máscaras de
coelhinhos e adornosPáscoa
• Confecção de mensagens, cartazes e cartões
• Músicas/Ceia coletiva/Comemoração Simbólica 
Site com sugestão: Ensinar exige Alegria
Dia nacional do Livro  Infantil 18/04
Nascimento de Monteiro Lobato • Exploração da obra de Monteiro Lobato
• Promover a "hora do conto", com leituras de histórias
• Visita a Biblioteca Monteiro Lobato
• Exposição de livros
• Confecção de livros 
site de sugestão: Wikipedia
Dia do Índio
19/04

• Painel sobre índio brasileiro,
costumes e cultura
• Confecção e exposição de objetos indígenas
• Pesquisa sobre lendas indígenas 
Site de sugestão: Sua PesquisaSmartkids
Tiradentes

21
• Reflexão sobre a
Inconfidência e a Democracia
• Papel dos Mártires. Quem são os atuais? 
site de sugestão: Wikipedia
Maio
Dia do trabalho
Confecções de fantasias sobre profissões
• Pesquisa sobre as profissões/explorando a importância
O que você vai ser quando crescer( Criar atividades )
site de sugestão:Wikipedia,Mundinho da Criança
Dia das comunicações
05/05
Organizar um jornal da TV, apresentado pelos alunos
• Promover a troca de bilhetes, cartas, e e-mail pelos alunos 
Trabalhos manuais relacionado.
Site de sugestão: Espaço Educar
Dias das Mães
Preparativos para uma festa e apresentações e lembrançinhas
Junho
05
Meio Ambiente
Dia mundial da Ecologia
• Projeto de Educação Ambiental
• Cartazes, debates, dramatizações
• Construção de brinquedos com material recicladoEstudo do Meio(aula de
campo) 
site de sugestão: Professora Valeria
Inverno
Reflexão sobre as mudanças no tempo/painel

Festa Junina
*• Decoração com motivos caipiras
• Projeto Interdisciplinar 
Trabalhar a cultura e o respeito entre a religião
site de sugestão: Festa Junina
Dia do Bombeiro
02
• Pesquisas, importância histórica – resgatar na primeira semana de aula do
2ª semestre
• Importância dos Bombeiros para a sociedade(palestra) 
Dia da caridade
Importância do Voluntariado /ONGs
• Solidariedade e formação de valores – A boa ação – Mensagens/cartaz 
Pedir doação e levar as crianças em entidade para conhecer o importância.
site de sugestão: Big Mãe
Dia do Amigo/ amizade
20
• Envio de mensagens ao amigo preferido
• Correio da Amizade
• Mural sobre a amizade 
site de sugestão: Serviço Social e Pedagogia
Dia dos Avós
Confecção de cartões, mensagens, atividades de integração,
valorização do idoso
• Atividade na quadra/hora do conto/baile da saudade – o neto dança com os
avós
• A música predileta dos avós 
site de sugestão: Pra gente Miuda
Agosto
Dias dos Pais
Mural, Gincana Esportiva com os pais e as crianças, lembrancinhas

11 Dia do Estudante
Passeio sócio-recreativo ( a definir)
• Promover brincadeiras e jogos
• Passeio/palestras
• Mural com fotos dos alunos 
22
Folclore
• Apresentações de danças e cantigas folclóricas
• Brincadeiras infantis
• Pesquisa
• Dramatizações de lendas
• Mural com personagens do folclore brasileiro
• Projeto Interdisciplinar 
25

Dia do Soldado
• Desfile com a bandinha - site com ideias Creche Sol Nascente
interno
• Confecção de bandeiras, chapéus e tambores de lata
Setembro
Independência
Do Brasil
21
Dia da Árvore 
• Pesquisa sobre os perigos do desmatamento
• Organização de terrários nas salas de aula
Plantio de árvores
• Confeccionar mural com arranjos de galhos e flores secas
site de sugestão: Mari Maura Raio de Luz
Primavera 
Desenho e recortes de flores e plantas
• Decorar as salas com pássaros e flores de papel
• Músicas e poesia
• Mural com produção dos alunos 
25 Dia Nacional do Trânsito 
• Palestras com técnicos
especializados
• Estudo sobre os sinais de trânsito
• Campanhas de prevenção de acidentes
• Visita ao Detran 
Outubro
04
Dia Internacional dos
Animais
• Confecção de desenhos, pinturas e modelagem de animais
• Animais em extinção
• Música e dramatização sobre animais 
Site de sugestão:Carinharte.
12
Dia da criança
• Discussão sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente
• Palestra sobre Direitos e Deveres da Criança
• Passeios/banho de piscina/piquenique com lanche especial
• Apresentação de peças teatrais
• Torneios , brincadeiras
• Projeção de Filmes
• Festa comemorativa interna

15 Dia do Professor •
Montar painel com mensagens
para o professor 
Ensinar a importância do professor para o aluno
site de sugestão: Banco de Atividades
15
Proclamação da República • 
Montar um mural sobre os Três Poderes da República
• Origem e interpretação do Hino da República 
19 Dia
da Bandeira Nacional
Estudo sobre a nossa Bandeira: forma geométrica, sua
faixa e legenda, cores, estrelas
• Confecção de bandeiras com colagem de material diverso 
site de sugestão:Espaço Educar-Liza
20
Dia Nacional da Consciência Negra  /Musica
Contribuições da cultura negra na formação do povo brasileira
• Aspectos da cultura musical 
site de sugestão: Banco de Atividades
Dezembro
 Mostra Pedagógica 
Festa de encerramento/ Confraternização do Natal 


Queridos amigos e professores, mande sugestão e ideias para acrescentar cada vez nosso calendário, é só deixar no comentário. 

ESCOLA, CURRÍCULO, IDEOLOGIA E PODER


O QUE É CURRÍCULO?



                                                  
O currículo constitui o elemento nuclear do processo pedagógico, pois é ele quem viabiliza o processo de ensino e aprendizagem. Sua projeção define o que ensinar, para que ensinar, como ensinar e as formas de avaliação, em estreita colaboração com a didática. De certo modo, o currículo é a expressão da cultura da escola com a sua recriação e desenvolvimento. Ao mesmo tempo em que é um conjunto de princípios e práticas que reflete e recria esta cultura projetando a cultura organizacional que se deseja visando à intervenção e transformação das realidades. Sendo assim, a finalidade do currículo abarca não somente a propagação desta cultura, mas a transformação social. Neste sentido fica claro que o currículo é mais que cronograma das disciplinas, mas um instrumento regado de inspirações ideológicas e políticas.
Currículo Real: É o currículo idealizado pela prática do professor, ou seja, é experimentado é a reação dos alunos ante ao que está sendo aprendido, compreendido e retido pelos mesmos. A característica marcante deste currículo é a contextualização dos conteúdos. São os moldes formais do Currículo formal que tomam vida na sala de sala onde se pode repensar seus conceitos e construir competências de caráter conceitual, procedimental e atitudinal.
  É o currículo que fato acontece na sala de aula em decorrência de um projeto pedagógico e um plano de ensino. È a execução de um plano é a efetivação do que foi planejado, menos que neste caminho de planejar e do executar aconteça mudanças, intervenção da própria experiência dos professores, decorrente de seus valores, crenças e significados. (Líbano, p.172)
Essa metamorfose do conhecimento institucional ao conhecimento vivencial oportuniza a construção do conhecimento gerando, evidentemente, um saber significativo.
Currículo Oculto: É a representação de tudo o que os alunos aprendem pela convivência em meia à convivência e a espontaneidade e o meio a várias práticas, atitudes, comportamentos, gestos, percepção que vigoram no meio social e escolar. O termo oculto significa que ele não está prescrito, não a parece no planejamento, embora se constitua como importante fator na aprendizagem.
O currículo oculto é representado pelas influências que afetam a aprendizagem dos alunos e o trabalho do professor proveniente da experiência cultural, dos valores e significados trazidos pelas pessoas de seu meio social e vivenciado na própria escola, ou seja, das praticas e experiências compartilhadas em escola e nasala de aula, (Líbano, p. 172).
Portanto o currículo oculto é constituído por todos aqueles aspectos do ambiente escolar que, sem fazer parte do currículo oficial, explícito, contribuem, de forma implícita para aprendizagens sociais relevantes. O que se aprende no currículo oculto são fundamentalmente atitudes, comportamentos, valores e orientações.
Currículo Tradicional: Segundo a teoria de Durkheim a educação é socializadora das novas gerações, a educação de cima para baixo, a educação tem a função de transmitir as tradições culturais e as regras sociais, contribuindo para adaptação do indivíduo à sociedade. O homem é um ser social (se relaciona à sociedade) e um ser individual (vida pessoal).Esta pedagogia ganha forma nos moldes curriculares tradicionais. A estrutura deste currículo é bastante familiar em nossas escolas. Ele organiza as disciplinas e seus respectivos conteúdos de maneira fragmentada,promovendo uma educação linear onde não há articulação de temas, conhecimento é meramente transmitido sem nenhuma preocupação com acontextualização. O maior comprometimento da escola é a formação intelectual e moral de seus alunos. Os conteúdos são os conhecimentos e valores sociais acumulados pelas gerações adultas e são transmitidas como verdades absolutas. Essa transmissão acontece de forma oral e predomina a metodologia da repetição e memorização características forte de um ensino livresco e enciclopédico. O aluno é visto como um sujeito passivo e domesticado, armazenador de informações. O professor é o detentor do saber e a autoridade máxima deste ambiente. A critica a esta tipologia curricular esta no fato de alimentar a alienação, desvalorizar a construção do conhecimento e promover uma educação insuficiente e sem valor. Este currículo é vivo e atuante em nossas escolas. Nadescrição apresentada incluem-se as escolas tradicionais religiosas ou leigas que adotam uma orientação clássico-humanista ou uma orientação humano-científica.

Para pensar . . .

               " A escola é uma instituição de natureza educativa. Ao diretor cabe,então, o papel de garantir o cumprimento da função educativa que é a razão de ser da escola.Nesse sentido,é preciso dizer que o diretor da escola é antes de tudo, um educador, antes de tudo,um educador,antes de ser administrador ele é um educador" 
SAVIANI 1996,p.208


Dica de Leitura: Escola e Democracia

disponível para baixarem PDF para uso de leitura



http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Eu cantarolarei...

Eu cantarolarei,
Tu cantarolarás,
Ele cantarolará,
Nós cantarolaremos
Vós cantarolareis
Eles cantarolarão.


http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Feijão, melão, pinhão, mamão...

Feijão, melão, pinhão, mamão.
Meijão, malão, feinhão, pimão.
Pijão, feilão, manhão, memão.
Majão, pilão, menhão, feimão.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Fui a Belas para ver as velas...

Fui a Belas para ver as velas,
Mas em Belas velas não vi;
Porque as velas que para Belas
Eram as velas que iam daqui.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Fui a Chaves...

Fui a Chaves, encontrei uma chapa de chumbo chapada no chão.
http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Fui à escola politécnica...

Fui à escola politécnica
aprender a politecnicar;
Estava lá o politécnico,
não aprendi a politecnicar.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Iara amarra a arara rara...

Iara amarra a arara rara
a rara arara de Araraquara.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Josefa vem...

Josefa vem,
Josefa vai
Vem cá, vem ver
O meu balão no ar.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Lá atrás daquela jarra tem uma aranha rara...

Lá atrás daquela jarra tem uma aranha rara.
Tanto a aranha arranha a jarra quanto a jarra arranha a aranha.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Lá de trás de minha casa...

Lá de trás de minha casa,
Tem um pé de umbu botando.
Umbu verde, umbu maduro,
Umbu seco, umbu secando.

http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/img_1c/dir.gif  Lalá, Lelé e Lili...

Lalá, Lelé e Lili
E suas filhas,
Lalalá, Lelelé e Lilili
E suas netas
Lalelá, Lelalé e Lelali
E suas bisnetas
Lilelá, Lalilé e Lelali
E suas tataranetas
Laleli, Lilalé e Lelilá
cantavam em coro
LALALALALALALALÁ.






Fonte: Cercifaf


Dica de site - Biblioteca Digital Infantil




Síntese Histórica do Surgimento e Evolução da Escrita




 Dr.MÁRIO CARABAJAL - Ph.I./Ph.D.
PRESIDENTE  DA  ACADEMIA  DE  LETRAS  DO  BRASIL
Especialista em Metodologia da Pesquisa Científica/UFRR


Alfabeto Pictográfico
Aproximadamente ao ano 4.000 a.C. na Mesopotâmia, surge o primeiro alfabeto a que temos conhecimento; através de desenhos simplificados “pictogramas” expressavam suas  realidades.
Escrita Cuneiforme
Entre 3250 e 1950 a.C. através dos sumérios surge a escrita cuneiforme; gravavam figuras sobre tábuas de argila utilizando-se de estilete. Grandes movimentos políticos e religiosos. Templos Politeístas. Os sumérios foram dominados pelos acadianos por volta de 2300 a.C. Em 2050 recuperam sua autonomia. Contudo, novamente perdem a soberania para o povo semita do norte “amoritas”. Parte é conquistada por povos originários da Pérsia “elamitas”.
Escrita Hieroglífica
Com as cidades-estados, ao longo do rio Nilo, habitadas por tribos nômades, têm início a civilização egípcia. Isto, próximo aos anos 3.200 a.C.  – Povo politeísta. Acreditam no retorno da energia vital após a morte. Dessa forma, desenvolvem o processo de mumificação de corpos. Contudo, privilegiam os faraós  “líderes vitalícios” e seus familiares. Gozavam do direito á mumificação também, alguns líderes prestigiados pelo faraó. Com ideogramas figurativos dão início a escrita hieroglífica. Os persas os dominam em 525 a.C, pondo fim a independência egípicia. Em 30 a.C. passa a integrar o Império Romano, antes porém, por volta de 322 a.C. integrara o império Macedônio.
Origem do Alfabeto Latino
O alfabeto latino se origina de uma versão de um sistema de escrita modificado pelos gregos, anteriormente criado pelos fenícios; - povo semita de origem da costa norte do mar Vermelho –atual Líbano. Utilizam a mesma forma egípicia de organização em cidades-estados, porém, com a evolução de “independentes” entre si, sob administração geral de um único Rei. Este, indicado pelas famílias poderosas. Algumas destas cidades-estados foram: Ugarit, Biblos, Sídon e Tiro. Os fenícios adotavam vários Deuses, politeístas; utilizavam-se de cultos com sacrifícios humanos. Dão início às primeiras navegações, colonizando a costa mediterrânea. A hegemonia fenícia é detida quando de sua conquista pelos romanos. Tudo isto, entre 3000 e 146 a.C.
Escrita Pictográfica em Placas de Argila
Entre 2600 e 1450 os cretenses, descendentes de povos arianos, utilizam-se  de dois tipos de escrita pictográfica em placas de argila. Dedicam-se ainda à cerâmica, esportes e à dança. Vários são os seus deuses, inclusive humanos.
Literatura, Filosofia, Dramaturgia e Poesia
Foram desenvolvidos pólos gregos em filosofia, dramaturgia e poesia, ao lado da sistematização da história, artes plásticas, arquitetura e narrativas mitológicas como a Teogonia, principal fonte de origem sobre deuses. Ainda, com o surgimento das cidades-estados (polis) – cidades politicamente ativas no século VIII a.C. é organizada a primeira Olimpíada na cidade de Olímpia. Das cidades políticas gregas, destacaram-se: Atenas “democrática e comercial” e Esparta “oligárquica e agrícola”. Utilizavam-se de mão de obra escrava em todos os setores da economia, sustentada sobretudo pelo comércio marítimo. Os principais cultivos eram: oliveiras, videiras e trigo. Nessa mesma época, 2000 a.C. - chegam a Canaã “Palestina” – Terra Prometida por Deus, os judeus, liderados por Abraão, dando-se início a civilização hebraica, criando a primeira religião monoteísta “judaísmo”. São os precursores da Literatura, através da Bíblia e do Talmude.
Geometria, Gravuras e Edificações
Arianos em 1750 a.C. invadem o norte da Índia e dominam os dravidianos, originando a civilização hindu. Usam formas geométricas em gravuras, cerâmica e edificações. Reproduzem animais e motivos religiosos nas cerâmicas. Politeístas. Os sacerdotes ditam a ordem e pregam a castidade como forma de pureza. O Hinduísmo, fundamentado nos Vedas “textos sagrados”, ao lado do Budismo, que passou a influenciar na religião a partir do século VI a.C. dividem as buscas religiosas. Utilizam-se do comércio fluvial, metalurgia e têm agricultura avançada.
Transcrição de Obras Literárias e o Mais Antigo Conjunto de Leis Penais
O Rei amorita Hamurabi da Macedônia, adota a restauração de templos e transcrição de obras históricas literárias mesopotâmicas para o acadiano.O reino mesopotâmico se estende da Suméria até o golfo Pérsico. Babel é instituída capital do estado centralizado despótico e hereditário. Babel se transforma no maior centro comercial e econômico da Mesopotâmia. Surge o Código de Hamurabi, mais antigo conjunto de leis penais da história. O fim do império chega com a destruição de Babel pelos hititas. Isto, entre 1728 e 1513 a.C.
Escrita Hieroglífica e Cuneiforme
Hititas, originários do Cáucaso, criam o reino de  “Capadócia” – atual Turquia. Diversos são os seus deuses; - politeístas, cultuam divindades da natureza. Os hititas criam e estabelecem uma escrita hieroglífica e outra cuneiforme. São dominados pelos gregos “equeus” - após expandirem pela Síria, Babilônia e Egito.
Escrita com Ideogramas e Invenção do Papel
É conhecido o primeiro Reino Dinástico Chinês. O Rei é tido como pai de todos os súditos. Isto, por volta de 1600 a.C. Os súditos, buscando maior autonomia administrativa e sobrevivência, através de guerras civis, dividem o reino em mil e quinhentos principados. Aos chineses devemos os avanços em agricultura, metalurgia de cobre e bronze, o comércio e a fabricação de seda, tecidos e cerâmica. Também, são os inventores da pólvora, papel e bússola. Desenvolvem ainda, os sistemas monetários e de pesos e medidas. Sua literatura é rica e utilizam-se de uma escrita com ideogramas. Cafúcio “Kung Fu-tseo” e Lao-tsé têm suas filosofias transformadas em religiões no século VI a.C. O budismo foi difundido no século I a.C.
Escrita Pictográfica
A civilização olmeca “1300 a.C.” tem ascensão no golfo do México. Seu domínio alcança o litoral do Pacífico, El Salvador e Costa Rica. Centros cerimoniais como o de San Lorenzo e o de La Venta, marcam sua arquitetura. Esculpem em pedra a imagem de seus líderes. Adotam a escrita Pictográfica. Os maias e os astecas, civilizações dos séculos seguintes, herdam as bases culturais dos olmecas.
Origem do Caráter  Metafísico da Escrita
Os hebreus ao deixarem o Egito, guiados por Moisés “Êxodo” – alcançam o Monte Sinai onde Moisés recebe metafisicamente, os Dez Mandamentos. Encontramos na crença judaidca, a citação que Deus gravara com fogo sua Leis em pedras, entregando à Moisés a missão de difusão e acatamento entre a humanidade. Aproximadamente em 1250 a.C.
Narração Poética
Encontramos no poeta grego Homero, a narração da guerra travada entre gregos e troianos, no episódio conhecido como “Guerra de Tróia”.  Esta guerra teve origem  nos altos impostos cobrados pelos troianos para a passagem de especiarias no porto de Tróia, estrategicamente localizado no estreito de Dardanelos, entre os mares Egeu e de Mármara. Os gregos, insatisfeitos, em ação pelo exército, destrói Tróia, tomando o controle sobre o comércio marítimo na região.  1250-1240 a.C.
Contrato de Unificação
Devido as guerras com outros povos da região, as doze tribos hebraicas assinam o contrato de unificação e elegem um único rei “Saul”. Isto, entre 1010-926 a.C. – Já entre 1006 e 966 a.C. observamos a consolidação da monarquia através do rei  Davi, momento em que o reino se expande por toda a Palestina e Jerusalém é elevada à capital. Após o apogeu alcançado no reino de Salomão, entre 966 e 926 a.C.  quando de sua morte, as tribos novamente se dividem, desta vês, nos reinos de  Israel e de Judá – Evento conhecido como Cisma Hebreu. Enfraquecidos, em 586 a.C. os hebreus são dominados pelo exército do Império Babilônio.

CONVITE AOS PESQUISADORES DA HISTÓRIA DA ESCRITA
Solicitamos aos nobres pesquisadores, a oferta de extratos, obedecendo o modelo síntese supra,  de continuidade aos marcos que podem ser considerados como parâmetros delimitatórios na história e evolução da escrita. Desde já, a Academia de Letras do Brasil agradece.  Ainda, solicitamos vossas gentis contribuições, no tocante a possíveis e imperiosas modificações, nos parâmetros até aqui apresentados. Embasamentos, pressupostos teóricos paradigmaximizativos e fontes, devem se fazer acompanhar, juntamente com o nome, nível de cientificidade, instituição de origem e atual de  formação do pesquisador.
Os trabalhos sínteses selecionados, ganharão espaço neste Site. Bem como, os nomes de seus autores receberão os devidos créditos citativos, além de, a ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL, oferecer-lhes o competente certificado como co-autores do LIVRO SÍNTESE DA HISTÓRIA E EVOLUÇÃO DA ESCRITA, garantindo-se sua participação neste livro a ser publicado. Aos pesquisadores selecionados,  com doutorado ou superior, a ALB oferece, tanto a participação no  livro supra, em regime de co-autoria, como menção de pesquisadores em certificado ofertado pela ALB e Diploma de Pesquisador Membro da ESCOLA NACIONAL SUPERIOR DE PESQUISAS da ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL.
Aos pesquisadores com pós doutorado e Livre Docentes, que apresentem extrato de propostas de Teses com parâmetros clínico literários, em uma abordagem médica com enfoque à utilização da literatura como elemento de tratamento e cura, em quaisquer patologias de suas observações científicas,  terão suas vagas garantidas ao curso de Philosofia Imortal, com início em janeiro de 2002, com término em julho de 2003, com aproveitamento pedagógico da multimídia, web can e internet, com defesa de tese em janeiro de 2004, de onde, em agosto de 2004, em solenidade oficial nacional,  se formará a primeira turma de Philósofos Imortais – Ph.I / do  Brasil, passando, os mesmos, a contarem com as prerrogativas da precursoriedariedade na utilização do título intrínseco de Literoterapeutas Clínicos, podendo exercerem a literatura, nos modelos clínicos de anamnese diagnóstica como tratamento e cura de enfermidades e distúrbios psicocíclicos cerebrais e disfunções de origem neurotensionais de adaptação e paradigmaximização de desenvolvimento de potenciais existenciais contemporâneos à evolução individual e coletiva humana.  Os Mesmos, constarão, imediatamente, do corpo docente da Escola Nacional Superior de Pesquisas da ALB, para a formação das sucessivas turmas de clínicos literários no Brasil, sob condições especiais de retorno de precipitação física de resultados gerais, assumindo em seus estados e localidades, a frente Nacional de formação, a partir da ALB.
Aguardo os vossos retornos.
 Dr. Mário Carabajal - Ph.I. 
Presidente da Academia de Letras do Brasil

http://whos.amung.us/swidget/xtremefbx.gifhttp://whos.amung.us/swidget/xtremem3d.gif














Currículo Proposto

             

                Vendo a importância do aluno conhecer e aprofundar sobre a história e a importância dela em sua vida, decidir organizar um calendário  anual aonde podemos agregar nas atividades escolares nos dias determinados, proporcionando aprendizado em todas as áreas da educação como por exemplo  na área de história, aonde vão conhecer o porque a data se comemora, na arte aonde podemos propor atividades de dança, artesanato e colagens; entre tantas matérias que trabalhamos . Gostaria de todos pudesse usar essa ideia como base para a melhoria de nosso ambiente escolar, como também sugestão de trabalhos e comentário para a melhoria desse novo projeto curricular.
               Com esse projeto para ser implantado em nossa escola este ano,com o objetivo de  influenciar e  afetam a aprendizagem dos alunos e o trabalho dos professores.
               Os alunos aprendem diariamente em meio às várias práticas, atitudes,comportamentos, gestos, percepções, que vigoram no meio social e escolar.
               Esse calendário será uma meta a ser atingida e com ideia para data especial. assim trabalharemos em paralelo com o currículo passado para o ano de cada sala, esse projeto será passado para os professores de arte aonde eles poderão trabalhar e com a ajuda dos docentes da sala de aula, assim desenvolvimento a socialização, o companheirismo   de todos nós alem dos alunos.
               Espero que todos analise a proposta posto aqui e com alguma sugestão para a melhoria do mesmo.

Calendário Anual
Comemoração
Atividades sugestivas
Volta às aulas
Decorar a escola para receber os alunos
• Mostrar as dependências aos alunos
• Promover atividades cívicas e de integração dos grupos 
blog com sugestão:Cantinho Alternativo
Fevereiro
Carnaval
22/02
Baile de Carnaval
Trabalhos de arte popular: música, dança, cartazes, máscaras, fantasias
 Aspectos da cultura carnavalesca 
Site com sugestão: Brasil EscolaEPMR Osvaldo Almeida Matos
Março
Dia internacional da Mulher
08/03

Texto reflexivo/Mural
• Reflexão sobre o papel da mulher
Site com sugestão: Sua Pesquisa
Dia do circo
15/03
• Confecção de
máscaras/Estudo de textos
• Construção de palhaços e objetos circense com material reciclado
• Dramatização – espetáculo - brincadeiras
Documento para baixar: Circo na escola 
Outono 
Dia Nacional da Terra
• Cartazes sugestivos
• Mudança climática
Valorização da Terra 
Site com sugestão: Brasil Escola
Dia da saúde e nutrição
• Dramatizar hábitos de higiene e da boa alimentação
• Montar mural sobre alimentos regional 
Site com sugestão:Nutricão em Foco
Abril
Pascoa
• Confecção de máscaras de
coelhinhos e adornosPáscoa
• Confecção de mensagens, cartazes e cartões
• Músicas/Ceia coletiva/Comemoração Simbólica 
Site com sugestão: Ensinar exige Alegria
Dia nacional do Livro  Infantil 18/04
Nascimento de Monteiro Lobato • Exploração da obra de Monteiro Lobato
• Promover a "hora do conto", com leituras de histórias
• Visita a Biblioteca Monteiro Lobato
• Exposição de livros
• Confecção de livros 
site de sugestão: Wikipedia
Dia do Índio
19/04

• Painel sobre índio brasileiro,
costumes e cultura
• Confecção e exposição de objetos indígenas
• Pesquisa sobre lendas indígenas 
Site de sugestão: Sua PesquisaSmartkids
Tiradentes

21
• Reflexão sobre a
Inconfidência e a Democracia
• Papel dos Mártires. Quem são os atuais? 
site de sugestão: Wikipedia
Maio
Dia do trabalho
Confecções de fantasias sobre profissões
• Pesquisa sobre as profissões/explorando a importância
O que você vai ser quando crescer( Criar atividades )
site de sugestão:Wikipedia,Mundinho da Criança
Dia das comunicações
05/05
Organizar um jornal da TV, apresentado pelos alunos
• Promover a troca de bilhetes, cartas, e e-mail pelos alunos 
Trabalhos manuais relacionado.
Site de sugestão: Espaço Educar
Dias das Mães
Preparativos para uma festa e apresentações e lembrançinhas
Junho
05
Meio Ambiente
Dia mundial da Ecologia
• Projeto de Educação Ambiental
• Cartazes, debates, dramatizações
• Construção de brinquedos com material recicladoEstudo do Meio(aula de
campo) 
site de sugestão: Professora Valeria
Inverno
Reflexão sobre as mudanças no tempo/painel

Festa Junina
*• Decoração com motivos caipiras
• Projeto Interdisciplinar 
Trabalhar a cultura e o respeito entre a religião
site de sugestão: Festa Junina
Dia do Bombeiro
02
• Pesquisas, importância histórica – resgatar na primeira semana de aula do
2ª semestre
• Importância dos Bombeiros para a sociedade(palestra) 
Dia da caridade
Importância do Voluntariado /ONGs
• Solidariedade e formação de valores – A boa ação – Mensagens/cartaz 
Pedir doação e levar as crianças em entidade para conhecer o importância.
site de sugestão: Big Mãe
Dia do Amigo/ amizade
20
• Envio de mensagens ao amigo preferido
• Correio da Amizade
• Mural sobre a amizade 
site de sugestão: Serviço Social e Pedagogia
Dia dos Avós
Confecção de cartões, mensagens, atividades de integração,
valorização do idoso
• Atividade na quadra/hora do conto/baile da saudade – o neto dança com os
avós
• A música predileta dos avós 
site de sugestão: Pra gente Miuda
Agosto
Dias dos Pais
Mural, Gincana Esportiva com os pais e as crianças, lembrancinhas

11 Dia do Estudante
Passeio sócio-recreativo ( a definir)
• Promover brincadeiras e jogos
• Passeio/palestras
• Mural com fotos dos alunos 
22
Folclore
• Apresentações de danças e cantigas folclóricas
• Brincadeiras infantis
• Pesquisa
• Dramatizações de lendas
• Mural com personagens do folclore brasileiro
• Projeto Interdisciplinar 
25

Dia do Soldado
• Desfile com a bandinha - site com ideias Creche Sol Nascente
interno
• Confecção de bandeiras, chapéus e tambores de lata
Setembro
Independência
Do Brasil
21
Dia da Árvore 
• Pesquisa sobre os perigos do desmatamento
• Organização de terrários nas salas de aula
Plantio de árvores
• Confeccionar mural com arranjos de galhos e flores secas
site de sugestão: Mari Maura Raio de Luz
Primavera 
Desenho e recortes de flores e plantas
• Decorar as salas com pássaros e flores de papel
• Músicas e poesia
• Mural com produção dos alunos 
25 Dia Nacional do Trânsito 
• Palestras com técnicos
especializados
• Estudo sobre os sinais de trânsito
• Campanhas de prevenção de acidentes
• Visita ao Detran 
Outubro
04
Dia Internacional dos
Animais
• Confecção de desenhos, pinturas e modelagem de animais
• Animais em extinção
• Música e dramatização sobre animais 
Site de sugestão:Carinharte.
12
Dia da criança
• Discussão sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente
• Palestra sobre Direitos e Deveres da Criança
• Passeios/banho de piscina/piquenique com lanche especial
• Apresentação de peças teatrais
• Torneios , brincadeiras
• Projeção de Filmes
• Festa comemorativa interna

15 Dia do Professor •
Montar painel com mensagens
para o professor 
Ensinar a importância do professor para o aluno
site de sugestão: Banco de Atividades
15
Proclamação da República • 
Montar um mural sobre os Três Poderes da República
• Origem e interpretação do Hino da República 
19 Dia
da Bandeira Nacional
Estudo sobre a nossa Bandeira: forma geométrica, sua
faixa e legenda, cores, estrelas
• Confecção de bandeiras com colagem de material diverso 
site de sugestão:Espaço Educar-Liza
20
Dia Nacional da Consciência Negra  /Musica
Contribuições da cultura negra na formação do povo brasileira
• Aspectos da cultura musical 
site de sugestão: Banco de Atividades
Dezembro
 Mostra Pedagógica 
Festa de encerramento/ Confraternização do Natal 


Queridos amigos e professores, mande sugestão e ideias para acrescentar cada vez nosso calendário, é só deixar no comentário. 

ESCOLA, CURRÍCULO, IDEOLOGIA E PODER


O QUE É CURRÍCULO?



                                                  
O currículo constitui o elemento nuclear do processo pedagógico, pois é ele quem viabiliza o processo de ensino e aprendizagem. Sua projeção define o que ensinar, para que ensinar, como ensinar e as formas de avaliação, em estreita colaboração com a didática. De certo modo, o currículo é a expressão da cultura da escola com a sua recriação e desenvolvimento. Ao mesmo tempo em que é um conjunto de princípios e práticas que reflete e recria esta cultura projetando a cultura organizacional que se deseja visando à intervenção e transformação das realidades. Sendo assim, a finalidade do currículo abarca não somente a propagação desta cultura, mas a transformação social. Neste sentido fica claro que o currículo é mais que cronograma das disciplinas, mas um instrumento regado de inspirações ideológicas e políticas.
Currículo Real: É o currículo idealizado pela prática do professor, ou seja, é experimentado é a reação dos alunos ante ao que está sendo aprendido, compreendido e retido pelos mesmos. A característica marcante deste currículo é a contextualização dos conteúdos. São os moldes formais do Currículo formal que tomam vida na sala de sala onde se pode repensar seus conceitos e construir competências de caráter conceitual, procedimental e atitudinal.
  É o currículo que fato acontece na sala de aula em decorrência de um projeto pedagógico e um plano de ensino. È a execução de um plano é a efetivação do que foi planejado, menos que neste caminho de planejar e do executar aconteça mudanças, intervenção da própria experiência dos professores, decorrente de seus valores, crenças e significados. (Líbano, p.172)
Essa metamorfose do conhecimento institucional ao conhecimento vivencial oportuniza a construção do conhecimento gerando, evidentemente, um saber significativo.
Currículo Oculto: É a representação de tudo o que os alunos aprendem pela convivência em meia à convivência e a espontaneidade e o meio a várias práticas, atitudes, comportamentos, gestos, percepção que vigoram no meio social e escolar. O termo oculto significa que ele não está prescrito, não a parece no planejamento, embora se constitua como importante fator na aprendizagem.
O currículo oculto é representado pelas influências que afetam a aprendizagem dos alunos e o trabalho do professor proveniente da experiência cultural, dos valores e significados trazidos pelas pessoas de seu meio social e vivenciado na própria escola, ou seja, das praticas e experiências compartilhadas em escola e nasala de aula, (Líbano, p. 172).
Portanto o currículo oculto é constituído por todos aqueles aspectos do ambiente escolar que, sem fazer parte do currículo oficial, explícito, contribuem, de forma implícita para aprendizagens sociais relevantes. O que se aprende no currículo oculto são fundamentalmente atitudes, comportamentos, valores e orientações.
Currículo Tradicional: Segundo a teoria de Durkheim a educação é socializadora das novas gerações, a educação de cima para baixo, a educação tem a função de transmitir as tradições culturais e as regras sociais, contribuindo para adaptação do indivíduo à sociedade. O homem é um ser social (se relaciona à sociedade) e um ser individual (vida pessoal).Esta pedagogia ganha forma nos moldes curriculares tradicionais. A estrutura deste currículo é bastante familiar em nossas escolas. Ele organiza as disciplinas e seus respectivos conteúdos de maneira fragmentada,promovendo uma educação linear onde não há articulação de temas, conhecimento é meramente transmitido sem nenhuma preocupação com acontextualização. O maior comprometimento da escola é a formação intelectual e moral de seus alunos. Os conteúdos são os conhecimentos e valores sociais acumulados pelas gerações adultas e são transmitidas como verdades absolutas. Essa transmissão acontece de forma oral e predomina a metodologia da repetição e memorização características forte de um ensino livresco e enciclopédico. O aluno é visto como um sujeito passivo e domesticado, armazenador de informações. O professor é o detentor do saber e a autoridade máxima deste ambiente. A critica a esta tipologia curricular esta no fato de alimentar a alienação, desvalorizar a construção do conhecimento e promover uma educação insuficiente e sem valor. Este currículo é vivo e atuante em nossas escolas. Nadescrição apresentada incluem-se as escolas tradicionais religiosas ou leigas que adotam uma orientação clássico-humanista ou uma orientação humano-científica.

Para pensar . . .

               " A escola é uma instituição de natureza educativa. Ao diretor cabe,então, o papel de garantir o cumprimento da função educativa que é a razão de ser da escola.Nesse sentido,é preciso dizer que o diretor da escola é antes de tudo, um educador, antes de tudo,um educador,antes de ser administrador ele é um educador" 

SAVIANI 1996,p.208


Dica de Leitura: Escola e Democracia

disponível para baixarem PDF para uso de leitura